Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Amoras

28.09.15 | André

Na busca por conhecer melhor os alimentos mais indicados para a colite, deparei-me com um estudo desenvolvido na Universidade de Illinois que sugere que as amoras podem ser eficazes a prevenir cancro colorretal e reduzem a inflamação crónica associada com a colite.

amoras.jpgNesta pesquisa foram utilizados dois modelos animais, os quais por terem um gene desativado desenvolveram tumores intestinais ou colite. Ambos os grupos foram alimentados com uma dieta típica ocidental e suplementados com concentrado de amoras durante 12 semanas. No primeiro grupo a incidência dos tumores diminuiu 45% e o número de tumores diminuiu 60%. No segundo a incidência e o número de tumores diminuiu 50%.

 

Referências:

  1. Cancer Prevention Search. (download)
  2. United States Nutrient Database
  3. The Premier Prebiotic Fiber Supplement

Flor de Malva

15.09.15 | André

As flores de Malvas são indicadas para problemas respiratórios, favorece a cicatrização e processos gastrointestinais, com benefícios à pele.

malva.jpgDesde a antiguidade que a Malva era muito utilizada para tratar problemas do foro digestivo, em caso de inflamação e irritação, em úlceras gástricas e do duodeno, gastrite, colite, catarros, faringite, laringite, bronquites, tosse, com forte acção expectorante e emoliente. É ainda útil no tratamento de infecções urinárias e ginecológicas em forma de lavagens.

 

As folhas são muito nutritivas e também ajudam de forma eficaz as mulheres que estão a amamentar. A malva tem uma ação estimuladora para produzir leite materno, podendo ainda as folhas, serem usadas como compressas para ajudar no tratamento dos mamilos gretados, que tanto faz sofrer as mamãs.

 

Devido às propriedades anti-inflamatórias das malvas, a minha naturopata recomendou-me fazer clisteres de chá de flor de malva para limpar o intestino, ontem fiz o primeiro e sinto-me bem. Nos próximos dias partilharei aqui as evoluções deste processo...

Obrigado pelo apoio

08.09.15 | André

Quero agradecer todas as mensagens e palavras de apoio que tenho recebido sobre "o passo atrás" na minha recuperação. Dou-vos total razão, o aparecimento novamente de sangue provavelmente deve-se ao facto de durante a colonoscopia (realizada a 29 de Julho) o tubo ter "agredido" involuntariamente o intestino.

Como fiz o exame com sedação, o médico não teve o meu feedback para saber se me estava a magoar.

obrigado.jpg Agora é um jogo de alguma paciência, não deixar de acreditar no caminho que tenho feito até aqui e continuar a respeitar uma alimentação saudável e manter um estado de espírito positivo.

 

Obrigado a todos!

 

 

 

Medicação - Setembro 2015

04.09.15 | André

No dia 27 de Agosto fiz mais uma infusão, mas apesar deste tratamento, continuo a perder sangue (desde 29 de Julho que foi quando fiz a colonoscopia), por isso a médica recomendou alterar o espaçamento entre tratamentos de 10 para 8 semanas e tomar durante as próximas 2 semanas o salofalk enemas.

Além disso retomei a medicação homeopática a qual tinha suspendido em parte.

 

- Infliximab 5mg/Kg (tratamento biológico de 8 em 8 semanas);

- 3g salofalk grânulos;

- 1x/dia salofalk enemas;

- 2 grânulos de ferrum phosphorium 5CH (homeopático);

- 2 grânulos de silicea 30CH (homeopático);

- 5 gotas de intestino 7CH (homeopático);

- 2 grânulos conium maculatum 5CH (homeopático, para prevenir o aparecimento de polipos);
- 2 grânulos do composto arsenicum álbum 5, 9, 15, 30, 200CH (grânulos).

 

Infusão - Agosto 2015

03.09.15 | André

Na semana passada (27 de Agosto) fiz uma nova infusão com infliximab, hoje 1 semana depois não são visíveis grandes melhorias, principalmente no que respeita à perda de sangue.

meditacao.jpgHoje mesmo a minha médica disse-me que não é fácil explicar esta situação, porque a perda de sangue surgiu após a colonoscopia, a qual mostrou o intestino sem erosões. Por isso nas próximas 2 semanas irei tomar salofalk enemas, mas eu também tenho de investir a minha energia naquilo que me possa dar mais tranquilidade e relaxamento, por isso hoje vou fazer uma meditação conforme aprendi no curso de mindfulness que frequentei há uns meses atrás.

Pensar em nós próprios...

03.09.15 | André

Num post anterior falei da Kris Carr em quem foi diagnosticado um cancro há mais de 10 anos e ela escolheu o caminho de uma mudança saudável.

 

Nos últimos tempos fui um pouco abaixo, principalmente desde que fiz a colonoscopia e comecei a perder um pouco de sangue. Hoje li um artigo da Kris Carr que partilho aqui convosco e que me relembrou que a mudança tem de partir de nós....a Kris diz "A maior relação que podemos ter na vida, é a relação com nós mesmos, por isso devemo-la construir e torná-la mais forte..."

"...Remember this: The greatest relationship you will ever have in this life is the relationship you have with yourself. Build it. Strengthen it..."

 

Eu sei que não é fácil mantermos o foco naquilo que realmente faz a diferença ou no que é mais importante, porque as prioridades muitas vezes alteram conforme as circunstâncias, mas nós temos de ter a capacidade para "alimentarmos" o nosso corpo e depois celebrarmos os benefícios que estas trazem à nossa saúde.