Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vencer a Colite

Criança, adolescente, jovem, desportista, saudável. Aos 22 anos fui diagnosticado com colite ulcerosa, e agora?

Vencer a Colite

Criança, adolescente, jovem, desportista, saudável. Aos 22 anos fui diagnosticado com colite ulcerosa, e agora?

Especialistas em nutrição da Universidade de Harvard criaram "O Prato: Alimentação Saudável", é um guia para a criação de refeições saudáveis e equilibradas!

myplate.jpg

 Copyright © 2011 Harvard University

 

As recomendações deste grupo de especialistas apontam para o seguinte:

 

Faça a maior parte de sua refeição com legumes e frutas – ½ do seu prato:

Escolhe os vegetais e fruta por cor e variedade e lembre-se que batatas não são consideradas como vegetais pelo Healthy Eating Plate, devido a seu impacto negativo sobre o “açúcar” no sangue.

 

Escolha cereais integrais – ¼ do seu prato:

Cereais integrais e intactos – trigo, cevada, baga de trigo, quinoa, aveia, arroz integral e alimentos feitos com eles, como massa integral – têm um impacto inferior sobre o “açúcar” no sangue e insulina do que pão branco, arroz branco, e outros cereais refinados.

 

O poder das proteínas – ¼ do seu prato:

Peixe, frango, feijão e nozes são todos fontes de proteínas saudáveis, versáteis – podem ser misturadas em saladas e acompanhar vegetais num prato. Limite carne vermelha e evite carnes processadas, como bacon, fiambre ou salsichas.

 

Óleos vegetais saudáveis – com moderação:

Escolha óleos vegetais saudáveis, como azeite, óleo de canola, soja, milho, girassol, amendoim, e outros, e evite óleos parcialmente hidrogenados, que contêm gorduras trans não saudáveis. Lembre-se que baixo teor de gordura não significa “saudável”.

 

Beba água, café ou chá:

Evite bebidas açucaradas, limite leite e laticínios a 1-2 porções por dia, e limite sumos a um copo pequeno por dia.

 

Mantenha-se ativo:

A figura vermelha correndo através da bandeja do "Prato: Alimentação Saudável" é apenas um lembrete de que permanecer ativo também é importante para controlar o peso.

 

 

Referência:

 

  1. Alimentação Saudável, The Nutrition Source, Department of Nutrition, Harvard T.H. Chan School of Public Health, http://www.thenutritionsource.org and Harvard Health Publications, health.harvard.edu

 

Nós últimos meses, semanas, dias tenho estado cada vez mais atento ao meu corpo, a tudo o que interage direta ou indiretamente com ele, a tudo o que o faz sair de um padrão saudável que tanto ambiciono.

 

Por um lado conheço cada vez melhor alguns dos fatores que afetam a colite, por outro lado vejo a inflamação do intestino a mostrar-se através do sangue que vou perdendo, uma oscilação que nem sempre fácil de explicar.

 

breakeven.jpg

Nos últimos 60 dias identifiquei um novo padrão, 10/15 dias com melhoras efetivas seguidas de 5/6 dias em que perco mais sangue. O que provoca estas oscilações?

 

Alimentação, medicação, mente/estado de espírito,...é tudo isto, mas não tem sido fácil atingir o equilíbrio!

 

 

Não tenho muitas dúvidas, que só com uma alimentação perfeita do corpo e da mente atingirei o break even, é um jogo de paciência com um registo diário do meu dia-a-dia e mantendo sempre presente e focado no que realmente é importante para mim!

 

 

No final de Março senti melhoras significativas, mas nos primeiros dias de Abril comecei a perder mais sangue novamente...o meu médico homeopático fez uma nova alteração na medicação e comecei a tomar o tão desejado VSL#3.

 

De momento estou a tomar a seguinte medicação:

- Infliximab 10mg/Kg (tratamento biológico de 6 em 6 semanas);

- 4,5g salofalk grânulos;

- 1 saqueta VSL#3 (probiótico);

- 3x dia 5 grânulos Kalium Bichromicum 5CH (homeopático);

- 3x dia 5 grânulos Mercurius Solubilis 5CH (homeopático);

 - 5000iu / dia suplemento Vitamina D.

Nos últimos anos a ciência tem vindo a mostrar que a hormona oxitocina tem uma ação moduladora do cérebro e do comportamento humano, modulando as emoções e o comportamento tanto em homens como mulheres.

oxitocina.png

O contato afetivo e respeitoso, abraçar alguém com vontade ou apenas cumprimentar, são responsáveis pela libertação de níveis reduzidos de oxitocina - tanto em nós, como em quem abraçamos.

Existem mesmo algumas provas que o simples ato de observar ou pensar em alguém com boas intenções, pode também libertar oxitocina.

 

Há relatos que a oxitocina também tem propriedades anti-inflamatórias, havendo estudos que relacionam um baixo nível de oxitocina em crianças com dores abdominais recorrentes.

 

Um estudo desenvolvido na Universitade de Marmara na Turquia, mostrou que os efeitos ansiolíticos e antioxidantes da oxitocina são mediadas através de seus receptores, uma vez que atosiban (usado em medicação intravenosa) reverteu o efeito protetor da oxitocina sobre prejuízo para o cólon, bloqueando o seu efeito de aliviar o stress.

 

Atualmente basta consultar a Internet para termos relatos científicos sobre os efeitos que a oxitocina promove em nós:

Aumenta a auto-confiança e a sensação de segurança; Induz calma e repouso; Estimula e facilita o estabelecimento de relações pessoais amigáveis; Predispõe para aceitar e receber expressões de carinho; Aumenta a capacidade de aprendizagem; Estimula e facilita o estabelecimento de confiança nas relações pessoais e sociais; Diminui a agressividade da resposta face a comportamentos sociais não amistosos; Diminui os sinais de ansiedade e depressão; Promove as relações sociais positivas; Incrementa a generosidade e as atitudes altruístas; Aumenta os níveis de conforto e de bem-estar ajudando a diminuir tensões e dores crónicas, etc.

 

Rolando Toro o criador da Biodanza dizia:

Por melhores que sejam as nossas intenções, se agirmos a partir das nossas experiências de dor, de medo, de repressão, de depressão, de angústia, de cólera, de violência, nós seremos, quanto muito, uns revoltados. Na pior das hipóteses seremos submissos. E na maior parte do tempo seremos combatentes, carrascos e vítimas.

É da parte amorosa, hedonista, generosa, ousada, criativa, sensual, entusiasta, terna, imaginativa, poderosa, protetora, visionária sobre nós mesmos, que pode surgir a resposta que nasce do apelo da vida em nós.

 

Referências:

  1. Plasma oxytocin in children with recurrent abdominal pain; Huddinge Hospital, Sweden. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15097440
  2. Combined administration of secretin and oxytocin inhibits chronic colitis and associated activation of forebrain neurons; Columbia University College of Physicians and Surgeons, New York. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20210978
  3. Oxytocin treatment alleviates stress-aggravated colitis by a receptor-dependent mechanism; Marmara University, Istanmbul, Turkey. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19931575
  4. A oxitocina e os seus efeitos na saúde. Disponível em: http://portugalmundial.com/2013/06/alquimia-corporal-a-oxitocina-e-os-seus-efeitos-na-saude/#