Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vencer a Colite

Criança, adolescente, jovem, desportista, saudável. Aos 22 anos fui diagnosticado com colite ulcerosa, e agora?

Vencer a Colite

Criança, adolescente, jovem, desportista, saudável. Aos 22 anos fui diagnosticado com colite ulcerosa, e agora?

Depois de deixar para trás o sofrimento secundário, parece que recuperei a alegria de viver, fiquei ainda com mais energia.Continuo a mesma medicação, à exceção de umas ampolas que terminei de as tomar no mês passado.

 

Resumindo, estou a tomar o seguinte:

- Infliximab 10mg/Kg (tratamento biológico de 8 em 8 semanas);

- 4,5g salofalk grânulos;

- 3 cápsulas de Ómega-3 (Opti3);

- 5000iu / dia suplemento Vitamina D + 1 cápsula de vitamina K;

- 3x dia 10 gotas Podophyllum Compositum (homeopático);

- 3x dia 10 gotas Veratrum Momaccord (homeopático).

vitaminD.jpeg

A microbiota intestinal é o conjunto de microrganismos que existem no intestino humano. Atualmente é vista como um órgão com funções vitais para o bom funcionamento do organismo. O equilíbrio da microbiota parece ser fundamental para manter um sistema imunitário saudável.

 

Uma grande parte do sistema imunitário encontra-se no intestino e as bactérias que lá vivem permitem que as células do sistema imunitário, entre muitas outras coisas, aprendam a distinguir as substâncias benéficas das prejudiciais. Quando esta função se perde, ou quando a integridade do intestino fica comprometida, pode dar origem a problemas de auto-imunidade, como são o caso da colite ulcerosa e da doença de crohn.

 

Yuying Liu, professora na Universidade do Texas refere:

As bactérias intestinais residentes têm efeitos nutricionais benéficos e o efeito de reduzir a auto-imunidade e a inflamação.

 

microbiota.jpeg

alimentação tem um impacto determinante no equilíbrio da microbiota, podendo ser uma das vias para evitar ou melhorar doenças auto-imunes. Dietas de base vegetal são aquelas que melhor dão suporte a bactérias positivas e protetoras do nosso intestino. Os efeitos que os alimentos têm na saúde dependem em parte dos efeitos que têm sobre a composição da comunidade de bactérias do intestino e dos efeitos destas no organismo.

 

 

A dieta que fazemos vai determinar o tipo de bactérias que temos. Quanto mais fibra e alimentos de origem vegetal comermos, mais diversa e rica a microbiota será, com uma proporção superior de bactérias protetoras relativamente a outras prejudiciais.

 

Outros estudos efetuados com ratos na Universidade do Texas, também fortalecem a ideia de que a alimentação e um estilo de vida saudável, podem ser um caminho poderoso para tratar as doenças auto-imunes - condições para as quais os tratamentos convencionais são muitas vezes ineficazes e têm muitos efeitos colaterais. Os efeitos benéficos dos probióticos sobre o sistema imunológico, podem ser considerados uma forma de tratamento complementar.

 

Referências:

  1. The secret to treate autoimmune Disease. Disponível em: http://www.huffingtonpost.com/entry/gut-bacteria-autoimmune-disease_us_58595dd5e4b03904470acd99.
  2. 10 Strategies to Reverse Autoimmune Disease. Disponível em: http://www.huffingtonpost.com/dr-mark-hyman/10-strategies-to-reverse-_b_7905004.html