Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vencer a Colite

Criança, adolescente, jovem, desportista, saudável. Aos 22 anos fui diagnosticado com colite ulcerosa, e agora?

Vencer a Colite

Criança, adolescente, jovem, desportista, saudável. Aos 22 anos fui diagnosticado com colite ulcerosa, e agora?

No inicio de cada ano definimos os nossos objetivos/resoluções para o novo ano. A melhor forma de os alcançarmos é revisitá-los regularmente, e reformula-los se for caso disso.

 

No dia 31 de Dezembro de 2016, defini 13 resoluções para 2017, como já entramos na 2ª metade do ano, é uma excelente altura para um balanço e perceber em que ponto estou.

resoluções2017_part2.jpg

Se o ano terminasse hoje, 5 dos 13 objetivos teriam sido cumpridos na íntegra, 1 (b - praticar yoga regularmente) não tinha sido cumprido, e os restantes 7 parcialmente concluídos com sucesso.

 

Mesmo sabendo que os nosso objetivos devem ser mensuráveis e que dependam sobretudo de nós próprios, tenho um (m - Paz interior) que pode não ser considerado como tal. É isso sim, consequência da prática de mindfulness quer na forma de meditação, quer no dia-a-dia. De qualquer forma, faz parte das minhas resoluções apenas para eu o ter presente.

 

Nos últimos 5 meses deste ano, continuarei a investir em todos estes objetivos, dando particular atenção aos objetivos:

b) Praticar yoga regularmente;

j) Contribuir para aumentar a auto-estima dos meus filhos;
k) Contribuir para melhorar o dia de pelo menos uma pessoa em cada um dos próximos 365.

 

Quero adicionar uma resolução a esta lista de 13, em particular ao objetivo "Continuar (com a vossa ajuda) a partilhar as minhas experiências no blog", que é começar a partilhar também as vossas histórias e como se relacionam com as DII.

 

Este é um caminho conjunto, e quanto mais informação tivermos, quanto melhor conhecermos as dificuldades, as angustias de cada um; os casos de sucesso, de superação, melhor perceberemos o padrão, e então poderemos retirar ilações/conclusões para o beneficio de todos os que se interessam por esta temática.

25 Jul, 2017

3º Aniversário

Foi há precisamente 3 anos que fiz o meu primeiro post no blog. 3 ou 4 meses antes algo mudou em mim, e tomei verdadeiramente consciência da gravidade da colite ulcerosa e do que ela se poderia vir a tornar.

 

Quando temos um propósito forte, que nos dá aquela força onde por vezes parece não existir, aquela energia, aquele sentimento que tudo é possível, estamos mais perto de atingirmos o nosso objetivo. Esta caminhada de 3 anos tem sido feita de altos e baixos, de momentos bons e outros menos bons, de muitas alegrias e de algumas tristezas, tem sido na realidade, uma enorme aprendizagem! É como uma criança quando começa a dar os primeiros passos, precisa de cair algumas vezes até aprender a andar, e se os pais após a 1ª queda, dissessem para ela desistir, porque nunca iria conseguir andar?

 

Este percurso não tem dia nem hora para terminar, será eterno; eterno, porque o que me move é ser cada vez mais saudável, e não é o facto de ter ou não uma doença auto-imune que irá interromper esta viagem.

 

Ao partilharmos os nossos sonhos, objetivos, ambições,...estamo-nos a comprometer, esse compromisso dá-nos um boost de energia para não vacilarmos nos momentos em que estamos mais fragilizados.

 

 

Comigo tem acontecido isso, nomeadamente com a alimentação, como poderia eu partilhar algumas (poucas ) receitas de sobremesas saudáveis (sem açúcar) e consumir açúcar?

 

 

Sabem que no inicio não foi nada fácil deixar de consumir doces, bolachas, chocolates,...., foi mesmo muito complicado, agora quase 2 anos livre de açúcar, não tenho qualquer tentação, sinto-me melhor do que nunca, com muito power e ciente que a tendência será para melhorar ainda mais.

 

Um grande obrigado a todos os que têm contribuído direta ou indiretamente, para o desenvolvimento deste espaço de partilha!

3anos.jpg

Os especialistas acreditam que há uma relação entre as emoções e os problemas intestinais. O intestino pode determinar, em grande parte, as nossas emoções, o estado mental e até preferências alimentares. 

 

Para além de ajudarem a digerir e absorver os alimentos, as bactérias do intestino são agora também suspeitos de nos angustiar, deprimir ou alegrar.

O intestino tem mais neurónios que a medula espinal e fabrica muito mais serotonina que o cérebro. A relação entre o cérebro e o intestino foi explicada pelo médico António Sampaio na RTP, vejam a reportagem no seguinte link:

 

https://www.rtp.pt/noticias/pais/cerebro-intestinal-emocoes-neuronios-e-intestino_v1015752

 

cerebro-e-intestino.jpg

Hoje partilho um mousse saudável, simples, rápida de fazer, e muito muito saborosa!

MOUSSE.jpg

 Ingredientes:

  • 150g de avelãs + 50g de amêndoas (pode-se utilizar outros frutos secos)
  • 150-200g de pasta de tâmaras
  • 350g de gelo
  • 30g de cacau (usei da marca iswari)

 

Preparação:

  • Num copo misturador, juntar os frutos secos e as tâmaras e triturar muito bem;
  • Juntar o gelo e voltar a triturar;
  • Acrescentar o cacau e triturar até ficar com a consistência de mousse;
  • Colocar em taças e pulverizar com um pouco da mistura dos frutos secos triturados.

 

Informações complementares:

  • As tâmaras, embora muito doces, são muito ricas em fibra, vitaminas e minerais, o que poderá explicar o facto de vários estudos sugerirem que tenha um índice glicémico baixo, sendo tolerado mesmo por diabéticos. Por serem muito versáteis, podem ser utilizadas em muitas receitas doces, substituindo o açúcar branco;
  • Os frutos secos são fonte de gorduras saudáveis contribuindo para a saúde cardiovascular. Poderão também diminuir o risco de cancro colorretal, do endométrio e do pâncreas. As nozes são ricas em ómega-3, ácidos gordos de cadeia curta que são convertidos no nosso organismo em cadeia longa, os quais têm propriedades anti-inflamatórias. 

Quando atingir aquele objetivo, é que serei realmente feliz!

Quando mudar de emprego, é que ficarei bem!

Se eu tiver aquilo, serei extremamente feliz!

Quando começar a namorar com aquela pessoa..., quando casar..., quando tiver filhos..., quando..., quando...

alpinista.jpg

Já perguntaram a um alpinista qual o momento em que ele se sente preenchido, em que está feliz?

 

Quando atinge o cume de uma montanha?

Se levarmos esse alpinista de helicóptero até ao ponto mais alto da montanha, ele sentir-se-á feliz?

 

Provavelmente não, provavelmente ele dirá que o momento de maior felicidade, não é um, mas são todos aqueles que vão desde o inicio da sua caminhada até ao seu objetivo final.

 

A felicidade está no presente, não no amanhã!

 

Como diz Eckart Tolle:

O desconforto, a ansiedade, a tensão, o stress, a preocupação, todas essas formas de medo são causadas por excesso de futuro e pouca presença.

 

Ao vivermos apenas "o amanhã", o hoje, amanhã será ontem, e passamos por ele sem desfrutarmos do momento único que na realidade ele é.

 

O que consideramos como passado é um traço da memória, armazenado na mente, de um Agora anterior. O futuro é um Agora imaginado, uma projeção da mente. Planear ou trabalhar para atingir um determinado objetivo é feito no presente.

 

A Felicidade está no Agora, no Presente, em olharmos para o nosso interior, agradecermos, valorizarmos e desfrutarmos do que sentimos e que temos!