Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Assim foi 2018...

31.12.18 | André

2018.jpg

Esta é a altura em que desejos, objetivos, resoluções, e intenções são das palavras mais utilizadas. Em Janeiro de 2018, ficou claro para mim a diferença entre objetivo e intenção, e fiz os meus votos para o ano que estava a entrar.

 

Estava no Alentejo, onde o frio do Inverno misturava-se com o calor do meu coração, fechei os olhos, respirei fundo, senti o ar fresco a descer até aos pulmões, o meu corpo a relaxar, e a conectar-me comigo.

 

Num estado de relaxamento, consigo sentir o que realmente é importante para mim, o que realmente me faz levantar todos os dias da cama, o que realmente quero Ser. As intenções guiam as ações, e quando temos as nossas intenções bem definidas, sabemos o que fazer a qualquer momento. Os objetivos são algo tangível, e devem ter sempre uma intenção por trás.

 

Quais foram as minhas Intenções para 2018?

  • Estar em paz com o fluir da vida
  • Sentir-me saudável
  • Rir todos os dias
  • Definir intenções para os vários momentos do dia

 

Nos primeiros dias do ano que agora termina, comecei a sentir alguns tremores na cabeça. No início, não dei muita importância, mas como os mesmos não pararam consultei uma Neurologista e fiz uma ressonância magnética (RM). Não se conseguiu estabelecer uma relação entre o resultado da RM e os tremores. Por suspeita que estes tremores fossem resultado da medicação (Infliximab) para a colite, e também porque continuava a perder sangue, a minha Gastroenterlologista suspendeu a administração deste fármaco e mais tarde iniciei tratamentos, também endovenoso com o medicamento Vedozulimab.

 

Para quem definiu como intenções para o ano, “estar em paz com o fluir da vida”, e “sentir-se saudável”, o ano não estava a ser muito generoso, com poucos motivos para rir.

 

E agora? – Interroguei-me vezes sem conta.

Que sinais o meu corpo está a dar-me?

 

O como é uma palavra que utilizo cada vez mais, em substituição do porquê.

Porquê a mim? Porque é que isto me está a acontecer?

 

Como vou fazer para mudar o que me está a acontecer?

Respirei, meditei, e observei cada vez mais o meu corpo.

Stress? Tensão muscular? Em que situações é que estes sintomas aparecem?

 

Neurologicamente não foi identificado nada de significativo. Continuo a fazer exames para diagnosticar as possíveis causas, cruzo a informação de diferentes médicos e especialistas, e aceito a situação com tranquilidade, estando em paz comigo, confiante que está tudo bem, e que a Vida me levará pelo melhor caminho.

 

Um grande ano de 2019 para todos!!!

A todos um bom Natal

23.12.18 | André

presépio.jpg

Época de consciência

Época de família

Época de união

Época de amor

Época de paz

... 

 

 

 

Época de estendermos os bons sentimentos que nos invadem nesta quadra, por mais 364 dias!

Desejo a todos um BOM NATAL, com muita SAÚDE, junto daqueles que mais adoram!

 

 

O melhor (do) Natal

21.12.18 | André

É véspera de Natal, a família está reunida à mesa, onde o André e as outras crianças não conseguem disfarçar a ansiedade pela chegada do momento da troca de prendas, até lá vão brincando, e comendo todas as delícias típicas do Natal, as filhós, os sonhos, o leite de creme, a torta de laranja,… um sem número de sobremesas que a família fez com muita dedicação.

 

Cada minuto que passa, parece 1 hora, o relógio quase que para, e a ansiedade aumenta cada vez mais…

 

Finalmente, o relógio bate as 12 badaladas, é meia-noite!

A alegria por receber “o” brinquedo, mistura-se com o entusiasmo de adultos e crianças por estarem a vivenciar aquele momento.

 

Depois de uma noite mal dormida, André acorda e vai logo brincar com os novos brinquedos. Não tem apetite, ainda se sente cheio, está um pouco enfartado de tanto comer na noite anterior.

20181221_045833.jpg

 

Hoje, o André pai de gémeos já não fica ansioso pela chegada do momento da troca de prendas, mas continua a desfrutar e a adorar estar em família nesta quadra tão especial. 

 

Estamos a um passinho do Natal de 2018, as crianças contam os dias, e os adultos dividem as tarefas. Eu irei fazer uma sobremesa sem açúcar (postarei aqui a receita), e também uma salada de fruta, abusando nos frutos com propriedades anti-inflamatórias, como são o caso da papaiaananás.

 

Se conseguir, evite o açúcar!!!

(A)prenda para a vida

12.12.18 | André

Nesta época festiva, em que agraciamos os nossos mais queridos com lembranças e afetos, por vezes esquecemo-nos de nós próprios. Esquecemo-nos, que a melhor prenda que podemos oferecer às pessoas que gostamos, é a nossa presença de uma forma saudável.

 

Há 1001 maneiras para emagrecer, para enriquecer, para amar, para...Não sei se há 1001 maneiras para ser saudável.

 

Em 2015, ofereci-me uma prenda que ajudou-me a ser mais saudável. Uma prenda que trago comigo até hoje, e que utilizo todos os dias. Essa prenda foi alimentar-me um pouco dos conhecimentos do Gabriel Mateus, que deram-me orientações claras por onde é o caminho. Desde essa altura, compreendi o que quer dizer investimento, no ato de nos inscrevermos num curso.

 

Em Janeiro iniciará um nova turma de "Fazer da Cozinha a sua Farmácia". 

FCF11.jpg