Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cinco anos de Blog!

25.07.19 | André

Cinco anos de Vencer a Colite!

Cinco anos de partilhas, de descobertas, de mudanças, de esperança!

Cinco anos graças a vocês! Obrigado! 

 

E como hoje é um dia para celebrar duplamente, o primeiro dia após a alta médica, e também para recordar todo o percurso que já foi feito, deixo-vos 5 posts dos mais antigos, para descobrirem ou voltarem a lembrar-se!

Um grande abraço para todos vocês! 

 

A verdadeira realidade sobre o açúcar!

Efeito Roseto

A relação entre doenças e emoções

Famosos com colite

Fibras, sim ou não?

5Anos_3.jpg

Planos? Para quê?

24.07.19 | André

Praia-em-Saidia-Marrocos.jpg

Verão, tempo de férias, de sol, de praia.

O passado domingo, dia 21 foi a data escolhida para a partida para umas férias em família, o destino tinha todos os ingredientes para as férias serem inesquecíveis.

Quinta-feira dia 18, comecei a sentir-me um pouco cansado, mas como não tenho descansado bem, achei que seria natural. 

Sexta-feira dia 19, comecei com muitas dores de barriga e diarreia. Vou ao posto de saúde, que apontaram para uma gastrite, mas como tenho colite ficaram alertas.

Sábado dia 20, estou na mesma e volto ao posto de saúde, onde me recomendaram ir ao hospital.

Entro no Santa Maria por volta das 19h, faço vários exames e...sou internado.

 

E agora?

Estávamos a poucas horas de partir de férias, como é que os miúdos vão reagir?

Passavam-me vários cenários pela cabeça, e a escolha foi rápida e pela minha saúde.

 

Desde que fui internado até hoje, fiz vários exames, sempre muito bem acompanhado por uma equipa médica, de enfermeiros e outros profissionais extraordinária. Muito obrigado! 

Entre os exames fiz uma colonoscopia, que confirmou uma extensão maior de inflamação do intestino do que se tinha verificado até então, o que incluía o íleo.

 

Segundo a opinião dos médicos, há 2 possibilidades:

- A colite ulcerosa mudou de identidade para crohn;

- Ou o aumento da extensão da inflamação é fruto de uma infeção. 

 

Agora é aguardar o resultado das biopsias, que ainda vai demorar umas 4 semanitas.

 

Hoje tive alta médica, depois das análises confirmarem que o grau de inflamação diminuiu desde sábado, mesmo assim ainda é elevado.

 

Um agradecimento especial aos meus colegas de quarto, Sr. José de 87 anos, António, e Filipe que tem crohn e que será operado nos próximos dias.

Vai correr bem Filipe!

20190724_140542.jpg

 

Quem sou eu

15.07.19 | André

Foto-perfil.jpg

Nasci e cresci numa vila no Alentejo, que se veio a tornar cidade. Primeiro filho e neto rapaz, fui desejado e acarinhado desde o primeiro dia.

 

Fui uma criança e adolescente super saudável, bem-disposto e energético, que tinha no futebol e nos meus cães Flecha e Lamy as grandes paixões. Passava os dias a jogar futebol com os meus amigos, e alimentava o sonho de me tornar futebolista profissional.

Com 17 anos fui estudar para Lisboa, e também jogar futebol a um nível um pouco mais sério, estive à experiência no Sport Lisboa e Olivais, e meses depois assinei contrato. Era o primeiro passo rumo ao sonho!

Mas a adaptação à capital não estava a ser fácil, o adolescente alegre e energético estava a desaparecer aos poucos, os estudos não corriam bem e não estava a conseguir mostrar todo o meu potencial no futebol.

Inúmeras vezes pensei em desistir de tudo!

Como vou dizer aos meus pais? – Interrogava-me.

A minha mãe queria que eu me formasse, e o meu pai apesar de não me dizer, também alimentava o sonho de me ver a pisar os relvados dos maiores estádios do mundo.

 

Sentia que precisava de voltar para casa, mas queria ser futebolista, e não queria desiludir a minha mãe ao desistir do curso.

O que faço? – Voltava a interrogar-me.

Tentei mudar de curso para uma cidade mais pequena, mas não tive sucesso. Continuei em Lisboa…

 

Com o passar do tempo comecei a sentir com cada vez mais frequência cansaço e dores de barriga, sobretudo quando tinha de regressar a Lisboa depois de um fim-de-semana ou de umas férias.

De indisposição em indisposição, foi um pulinho até começar a perder sangue, e depois de uma primeira colonoscopia chegou o resultado, Colite Ulcerosa, e o sonho estava a esfumar-se.

Como a internet estava a dar os primeiros passos, não pesquisei nada sobre o assunto. Só queria estar bem e praticar desporto.

Anos mais tarde apareceram as famosas crises, que se foram sucedendo quase ininterruptamente durante sensivelmente 6 anos.

 

Foram períodos duros, um grande cansaço, noites sem dormir, sempre a correr para o wc. O que é isto? – Questionava.

Em 2014 mais uma crise, e a medicação não fazia o efeito desejado.

Estava a 5 meses de me casar. Só me imaginava a sair a correr do altar em direção ao wc.

 

E agora?

Adio o casamento?

Ou arrisco a passar uma vergonha em frente à minha futura esposa, amigos e familiares?

 

A imagem de sair a correr do altar em direção a um wc era demasiado assustadora, mas foi ela que me deu forças para MUDAR e arriscar a ser feliz.

 

O que podia mudar?

A alteração mais acessível e rápida seria a alimentação, e comecei a colocar em prática um plano, e nesse período e 5 meses não consumi produtos com açúcar e a única bebida que ingeria era água. Estas foram as duas mudanças com maior impacto, que ajudaram a que 3 meses depois o intestino estivesse menos inflamado e conseguisse fazer uma vida praticamente normal.

Em momento algum deixei a medicação, foram um conjunto de fatores que me ajudaram a chegar a Setembro e celebrar o casamento de uma forma muito tranquila!

 

Hoje olho para o meu interior, aprendi a respeitá-lo, aprendi que o mais importante é estar bem para poder desfrutar de todos os momentos com qualidade!

 

“A vida só pode ser compreendida olhando-se para trás, mas só pode ser vivida, olhando-se para a frente”.

== James McSill ==

 

A ideia de criar este blog surgiu no período de mudança dos 5 meses, e à grande vontade em partilhar os meus desafios, estratégias, descobertas e  ferramentas, para lidar com a colite e me tornar ainda mais saudável!

 

As categorias no menu do blog englobam:

ALIMENTAÇÃO - Nesta primeira categoria, falo da minha alimentação, das recomendações, estudos, descobertas alimentares que estejam direta ou indiretamente relacionadas com a colite ulcerosa e doença de chron.

 

MEDICAÇÃO – Aqui podemos encontrar tudo relacionado com a medicação, tratamentos e suplementos mais utilizados neste tipo de patologia.

 

CORPO & MENTE – Não podemos dissociar o corpo da mente, e nesta categoria encontramos dicas, artigos, reportagens, e muito mais que nos podem ajudar física e mentalmente

 

INSPIRAR - Nesta categoria podemos encontrar tudo o que me inspira como artigos, livros, filmes, histórias pessoais, conversas ou inspirações do dia-a-dia.

 

PLANETA – A nosso planeta, é a nossa casa e é muito preciosa, temos de cuidar dela! Nesta categoria partilho artigos, reportagens, noticias, iniciativas, novidades sobre a temática ambiental.  

 

TESTEMUNHOS – O blog é um espaço de partilha, aqui damos a voz a outras pessoas que têm colite ou chron.

 

O meu contacto:

venceracolite@sapo.pt

Definidas as regras para quem devolver garrafas de plástico

04.07.19 | André
Governo já publicou as regras do projeto-piloto que vai dar prémios aos portugueses que entreguem garrafas de plástico usadas no supermercados.
 
A medida tinha sido anunciada no ano passado, mas as regras só foram publicadas esta quarta-feira em Diário da República.
 
A duração da iniciativa é de ano e meio, entre 31 de dezembro de 2019 e 30 de junho de 2021, com o Governo a prometer apresentar um “relatório de avaliação do impacto” da medida ao Parlamento até ao terceiro trimestre desse ano.
 
 
As garrafas abrangidas pelo projeto-piloto são as garrafas destinadas a “todas as categorias do universo de bebidas colocadas no mercado nacional destinadas ao consumidor final, que se apresentem em embalagens não reutilizáveis de plástico tipo PET (politereftalato de etileno), com capacidade entre 0,1 e 2 litros, inclusive”.
 
Em causa, as típicas garrafas de água, sumo, refrigerantes ou bebidas alcoólicas. De fora ficam as garrafas de plástico com bebidas lácteas — como os iogurtes líquidos, por exemplo.
 
O projeto exclui garrafas de plástico mais antigas, que eventualmente tenham sido adquiridas antes do arranque do programa.
 
Onde entregar as garrafas?
As regras definem que serão instalados equipamentos automáticos nas grandes superfícies comerciais, como super e hipermercados, mas só em Portugal Continental,. Estas máquinas estarão parametrizadas para rejeitar garrafas que ainda tenham conteúdo ou que estejam acima das dimensões previstas, mas a lei acautela “a dispersão geográfica dos pontos de retoma”, para permitir “assegurar o controlo e a correta avaliação de resultados”. Pode entregar garrafas num determinado local, mesmo que não tenha sido comprada ali.
 
 
Qual o valor do prémio?
Ainda não está definido, a portaria só define que o mecanismo a adotar para atribuição desse valor é acordado pelos embaladores e importadores dos produtos e os responsáveis dos super e hipermercados.
As hipóteses também já foram definidas: o prémio poderá ser dado em talões de desconto rebatido em compras; descontos em lojas, atividades ou serviços; participação em sorteios; ou através da contribuição de donativos a instituições de solidariedade social.
 
É uma iniciativa para criar o hábito de reciclar, que não seria necessário implementá-la se todos nós já tivéssemos a consciência do impacto que os nossos atos estão a ter no futuro do Planeta!
 
Resultado de imagem para reciclar garrafas plastico