Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vencer a Colite

Criança, adolescente, jovem, desportista, saudável. Aos 22 anos fui diagnosticado com colite ulcerosa, e agora?

Vencer a Colite

Criança, adolescente, jovem, desportista, saudável. Aos 22 anos fui diagnosticado com colite ulcerosa, e agora?

Seg | 22.06.15

Efeito Roseto

André

Hoje partilho uma história verídica que aconteceu no século passado (1935-1985) numa pequena vila nos EUA, de nome Roseto. À primeira vista esta história não está relacionada com a colite ulcerosa, mas no final percebemos que há alguns pontos de ligação que podem fazer a diferença no nosso bem-estar.

Esta vila do estado da Pensylvania era constituída por imigrantes Italianos, que trabalhavam o dia todo nas minas, tendo como objetivo ganhar dinheiro para possibilitarem que os seus filhos vivessem o sonho Americano e pudessem ir para a universidade.

roseto.gifO dia-a-dia deles era passado a trabalhar, e à noite encontravam-se nas ruas, nos clubes, nas festas locais, onde bebiam e comiam sobretudo comida tipicamente Italiana.

O que é que esta vila tinha de diferente das outras?
A taxa de mortalidade por ataque cardíaco era muito inferior à média do país. Foram feitos vários estudos, excluiu-se a alimentação, porque nesse campo estavam longe de ter uma alimentação saudável, também trabalhavam nas minas, o que não era muito benéfico para a sua saúde,...então o que seria?
Chegou-se à conclusão que o facto de viverem em comunidade, de partilharem as suas vidas, de terem momentos de lazer e descontração todos juntos no final de cada dia é que fez com que a taxa de mortes por ataque cardiaco fosse muito inferior à média do país.

Com o envelhecimento desta geração que era a base da vila, as gerações mais novas foram tornando-se mais "Americanizadas", o efeito da comunidade foi-se perdendo e em 1971 apareceu a primeira morte por ataque cardíaco antes do 45 anos.
Verificando-se a partir deste momento um aumento da mortalidade por ataque cardíaco e taxa de mortalidade aproximou-se da média nacional.

Esta história é a prova que são muitos os factores que permitem que tenhamos uma vida saudável, entre eles o meio em que vivemos e com quem convivemos.

 

Referência:

  1. Efeito Roseto