Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vencer a Colite

Criança, adolescente, jovem, desportista, saudável. Aos 22 anos fui diagnosticado com colite ulcerosa, e agora?

Vencer a Colite

Criança, adolescente, jovem, desportista, saudável. Aos 22 anos fui diagnosticado com colite ulcerosa, e agora?

Sex | 29.01.16

Hamburguers de Grão com palitos de Batata Doce assada com alho e alecrim

André

Quando em 1999 me foi diagnosticada colite ulcerosa, tentei perceber junto da comunidade médica as implicações que esta doença teria na minha vida. Pouco me esclareceram, apenas "moderação na alimentação", o que é moderação? Nesta situação seria não consumir leite, couves, picantes/mostarda, as leguminosas também com moderação devido às fibras que poderiam ser agressivas para o intestino, etc.

Nessa altura a internet estava a dar os primeiros passos e havia pouca informação sobre o assunto e eu apenas queria estar bem e segui à risca a "moderação alimentar" que me foi recomendada e desde então, não mais consumi qualquer um dos alimentos/temperos que referi.


Alguns destes são claramente prejudiciais, mas a restrição a outros como as leguminosas podem ter-me causado distúrbios na microbiota intestinal e já há evidências que o amido resistente das leguminosas servem de alimento às bactérias boas do intestino que são protetoras do mesmo. Quase 17 anos depois e pesando os prós e os contras, decidi experimentar a consumir grão e senti-me lindamente.

No curso Fazer da Cozinha uma Farmácia organizado pelo Gabriel Mateus do projeto Safira,  aprendi duas receitas com grão, são ótimas, já as fiz em casa e todos adoraram!


Partilho aqui as receitas com pequenas adaptações em relação às originais:

 

Hamburguers de grão e cogumelos

 

Ingredientes:

  • 400g cogumelos
  • 400g de grão de bico cozido e escorrido
  • 3 dentes de alho
  • 1/2 cebola
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 colher de chá de cominhos em pó
  • 1 colher de chá de coentros em pó
  • sal q.b.
  • 2 /3 chávena de pão integral ralado

 

Preparação:

  • Descascar e picar (ou esmagar) o alho. Reservar durante 10 minutos
  • Lavar, limpar e cortar os cogumelos;
  • Aqueça uma frigideira antiaderente com um fio de azeite, 1 dente de alho e a cebola e cozinhe os cogumelos;
  • Pré-aquecer o forno a 180ºC. Forrar um tabuleiro com papel vegetal e pincelar com um fio de azeite;
  • Colocar todos os ingredientes num robot misturador (exceto o pão ralado) e triturar grosseiramente;
  • Colocar o preparado numa taça e incorporar o pão ralado até obter uma massa moldável. Moldar os hambúrgueres (fazer bolas e achatar com a mão) e colocar no tabuleiro. Pincelar os hambúrgueres com azeite e levar ao forno durante 15 minutos de cada lado (virar os hambúrgueres a meio tempo).

hamburguers_grão.jpg

 

Bolinhas de grão e alho Francês

 

Ingredientes:

  • 2 chavenas de grão de bico cozido e escorrido
  • 1 talo grande de alho-francês
  • 1 cenoura
  • 1 batata doce cozida
  • 1 ramo de salsa
  • 1 colher de sopa de molho de soja ou sal q.b.
  • 1 a 2 colheres café de cominhos
  • 1 colher café de açafrão-das-índias
  • 1 colher café de mangericão em pó
  • 4 colheres sopa de pão ralado
  • azeite q.b.

 

Preparação:

  • Escorra o grão;
  • Corte o alho-francês em juliana e rale a cenoura; esmague a batata-­doce com um garfo e pique finamente a salsa;
  • Aqueça uma frigideira antiaderente com um fio de azeite e saltei o alho­‐francês e a cenoura por cerca de 5 minutos. Junte o grão, a batata e a salsa. Tempere com o molho de soja, os cominhos, o açafrão, e o manjericão. Deixe cozinhar por 3 minutos, mexendo;
  • Triture grosseiramente com a varinha mágina, apenas por alguns segundos, para obter uma massa granulosa. Misture o pão ralado e envolva bem;
  • Retire colheradas de massa e molde bolinhas com as mãos. Unte-as ligeiramente com azeite e e transfira-as para um tabuleiro forrado com papel vegetal:
  • Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por cerca de 20 minutos ou até dourarem.

bolas_grão2.jpg

 

Qualquer um dos pratos pode ser acompanhado por batata assada com alecrim e alho.

 

Palitos de Batata Doce Assada com Alho e Alecrim

  • 1kg batata doce (5 unidades médias)
  • 3 dentes de alho picados
  • 2colheres de sopa de alecrim fresco picado
  • 4 colheres de sopa de azeite
  • Sal q.b.

Pré-aquecer o forno a 200ºC. Forrar um tabuleiro com papel vegetal e pincelar com um fio de azeite.
Descascar e picar (ou esmagar) o alho. Reservar durante 10 minutos. Lavar e secar as batatas. Cortar em palitos e colocar numa taça. Adicionar os restantes ingredientes e envolver bem. Colocar no tabuleiro, tendo o cuidado de separar os palitos entre si. levar ao forno durante 15 minutos ou até estarem douradas.

 

Bom apetite!

 

Informações complementares:

  • O consumo de leguminosas poderá diminuir o risco de cancro colorretal e são uma fonte de proteína, fibra e ferro. De forma a melhor absorvermos os seus nutrientes deverão ser demolhados;
  • Estudos mostram que os cogumelos têm propriedades antitumorais, antivirais e antibacterianas. Os cogumelos são igualmente ricos num tipo especial de polissacarídeos, os β-glucanos. Estas moléculas têm propriedades imunomoduladoras com grande potencial na prevenção do cancro. São também ricos em selénio e, além disso, ao inibirem a formação endógena de aromatase, podem ser úteis na prevenção de cancros hormonodependentes. Como precaução, os cogumelos não deverão ser consumidos crus, uma vez que têm na sua composição agaritina, a qual é possivelmente tóxica;
  • O açafrão-das-Índias poderá ter efeitos anti-inflamatórios e anticancerígenos. Quando consumido com pimenta-preta é mais facilmente absorvido;
  • As cebolas são uma das melhores fontes de polifenóis, sendo particularmente ricas em quercetina, fitoquímico com propriedades anti-inflamatórias, antiproliferativas e antioxidantes. Além das propriedades anticancerígenas, as cebolas são também úteis na prevenção de doenças cardiovasculares. As cebolas roxas são as mais ricas em polifenóis, seguidas das amarelas e das brancas. De forma a manter a máxima concentração destes fitoquímicos deve-se descascar retirando o mínimo possível da casca. Descascar demasiado a cebola roxa pode significar a perda de 20% de quercetina e 75% de antocianidinas;
  • A batata-doce, ao contrário da batata comum, é muito rica em beta-caroteno, luteína e antocianidinas, fotoquímicos com propriedades anticancerígenas. Quanto mais cor-de-laranja for a batata, mais rica será em carotenoides. Cerca de 80% da proteína da batata-doce funciona como um inibidor de protease com um potencial anticancerígeno. Comparado com outras forma de cozinhar, cozer as batatas-doces em água retém mais do seu potencial antioxidante. Além disso, a batata-doce cozida tem cerca de metade do índice glicémico daquelas que são assadas;
  •