Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vencer a Colite

Criança, adolescente, jovem, desportista, saudável. Aos 22 anos fui diagnosticado com colite ulcerosa, e agora?

Vencer a Colite

Criança, adolescente, jovem, desportista, saudável. Aos 22 anos fui diagnosticado com colite ulcerosa, e agora?

Estamos a viver tempos novos, de mudança, de hábitos, de rotinas, onde começamos a olhar o mundo de uma forma um pouco diferente, redefinimos as nossas prioridades, e damos mais valor à vida e aos nossos. Dentro da comunidade de pessoas com doença inflamatória intestinal (DII) tem suscitado alguma preocupação se, dado o uso de medicamentos biológicos e imunossupressores, somos mais susceptíveis à infecção por SARS-CoV-2. Apesar do ainda curto período para se conhecer o (...)
Das primeiras coisas que uma pessoa com uma DII faz quando visita uma lugar pela primeira vez, é localizar o WC.   Trabalhei muitos anos no centro de Lisboa, lembro-me como fosse hoje, … num dia solarengo de Inverno, eu e o meu colega Paulo saímos do escritório para almoçar num restaurante ali perto, não distanciava mais de 800m. Fizemos o percurso a pé, aproveitando os raios de sol que se misturavam com uma fresquidão própria da época.   Almoçamos tranquilamente, enquanto (...)
21 Dez, 2018

O melhor (do) Natal

É véspera de Natal, a família está reunida à mesa, onde o André e as outras crianças não conseguem disfarçar a ansiedade pela chegada do momento da troca de prendas, até lá vão brincando, e comendo todas as delícias típicas do Natal, as filhós, os sonhos, o leite de creme, a torta de laranja,… um sem número de sobremesas que a família fez com muita dedicação.   Cada minuto que passa, parece 1 hora, o relógio quase que para, e a ansiedade aumenta cada vez mais…   F (...)
  Hoje, a não perder no Jornal da Noite da SIC, reportagem especial sobre as doenças inflamatórias Intestinais.        Está aumentar o número de casos de pessoas com doenças inflamatórias do intestino. A doença de Crohn e a colite ulcerosa afetam mais de 20 mil portugueses. A maioria dos casos acontece na adolescência e ainda não há uma causa identificada.     Uma Reportagem Especial para ver esta quarta-feira no Jornal da Noite.               
A dieta ocupa um papel central e determinante para a gestão dos níveis inflamatórios do intestino. O consumo excessivo de alimentos processados, de índice glicémico (IG) elevado, com gorduras prejudiciais (saturadas e hidrogenadas) associado a uma ausência de alimentos de origem vegetal, ricos em moléculas anti-inflamatórias e gorduras saudáveis, traduz-se num ambiente orgânico pró-inflamatório com as (...)