Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vencer a Colite

Criança, adolescente, jovem, desportista, saudável. Aos 22 anos fui diagnosticado com colite ulcerosa, e agora?

Vencer a Colite

Criança, adolescente, jovem, desportista, saudável. Aos 22 anos fui diagnosticado com colite ulcerosa, e agora?

13.08.21

Como estou a dar a volta

André
O Tofacitinib é indicado para o tratamento de doentes adultos com colite ulcerosa moderadamente a gravemente ativa que tiveram uma resposta inadequada, perderam resposta ou que eram intolerantes a terapêutica convencional ou a um medicamento biológico   Desde que me foi diagnosticado colite ulcerosa, e sobretudo nos momentos mais complicados, acreditava que esta iria entrar em (...)
17.05.21

Vacina? Chegou o momento

André
As notícias sobre uma nova doença na China chegaram aos meios de comunicação social em Janeiro de 2020. Parecia algo distante para quem vive na Europa ou América, mas rapidamente o vírus se espalhou, e o mundo ficou em suspenso durante longos meses a assistir incrédulo a situações que pareciam ter sido retiradas de um filme.   As primeiras vacinas foram aprovadas e declaradas seguras e eficazes em Dezembro do ano passado e desde então o processo de vacinação começou um pouco (...)
13.04.21

A última oportunidade?

André
Tenho colite ulcerosa há 22 anos e durante este período já passei por muitas experiências emocionais, físicas, e tenho feito vários tipos de tratamento e em cada um deles acreditava que poderia ser o último, e que a doença entraria em remissão durante longos anos.   Com isto em mente, há quase 7 anos iniciava o tratamento biológico com o fármaco infliximab, o meu organismo (...)
25.01.21

Desinflamação

André
O nível de Calprotectina fecal correlaciona-se diretamente com a quantidade de granulócitos neutrófilos e outras células de defesa no lúmen intestinal. Como tal, as concentrações de Calprotectina encontram-se elevadas em Doenças Inflamatórias Intestinais (DII) e também, em menor proporção noutras situações como neoplasias e pólipos.   Os níveis de Calprotectina nas fezes são aproximadamente 6 vezes mais elevados do que os encontrados no sangue, o que a torna um bom (...)
31.08.19

Depois do internamento

André
Depois de no final de Julho dores abdominais e diarreia me terem levado às urgências do hospital e consequente internamento, com a ajuda médica e muita força interior, a recuperação foi rápida e estou completamente recuperado. Ao que tudo indica este acontecimento foi episódico, e não está relacionado com a colite, mas os sintomas que tive foram mais acentuados devido à (...)
30.04.19

Equilíbrio da flora intestinal

André
Há umas semanas atrás, mais precisamente numa sexta-feira comecei a sentir algumas dores no corpo, a ficar sem energia e disposição para fazer qualquer coisa. No sábado seguinte, a juntar a estes sintomas, chegou uma tosse, que se foi agravando com o passar do tempo, até que fui às urgências do hospital de Santa Maria, e 5 horas depois fui atendido - diagnostico infeção respiratória.   O médico prescreveu-me o antibiótico Zithromax, há alguns anos que não tomava qualquer (...)
28.11.18

Junta-se a fome com a vontade de comer

André
Junta-se a fome, com a vontade de comer - já diz o ditado popular. Ditado este, que se pode bem aplicar à minha situação, nomeadamente, no que respeita ao tratamento e medicação.   Nos últimos meses não tenho partilhado muito sobre os tratamentos e exames que tenho vindo a fazer. No inicio do ano de 2018, agravaram-se uns sintomas que já se vinham a manifestar há algum tempo, os tremores na cabeça. Fiz uma série de exames, análises, etc...e... não se identificou nada de anormal.  
18.04.18

Reforço da crença

André
Há anos escrevi que não se pode dizer com os olhos aquilo que se nega com a palavra. Diria que foi a experiência da doença que me tornou mais sensível. Como se tivesse esticado a corda do violino e esta vibrasse ao menor toque, com maior intensidade e frequência. Por isso, mais do que uma mudança sofri uma evolução, que introduziu outra doçura na relação com as pessoas. === João Lobo Antunes, neurocirurgião ===   Tenho colite ulcerosa há sensivelmente 19 anos, durante este (...)
05.03.18

Infliximab e os seus efeitos secundários

André
Os tratamentos com medicamentos biológicos são recentes, e ainda não há muitas evidências dos seus efeitos secundários, e como em todos os medicamentos estes não se manifestam em todas as pessoas da mesma forma.   Na última consulta de Gastro, partilhei com a minha médica alguns dos sintomas que tenho, para perceber se há alguma relação com a colite e/ou com o medicamento infliximab.   A Drª confirmou que os seguintes sintomas podem estar relacionados com o infliximab: Erup (...)
22.02.18

Medicação - Fevereiro 2018

André
Há pouco mais de 1 mês comecei a tomar um suplemento de curcumina, este ingrediente tem propriedades anti-inflamatórias e anti-cancro, existindo estudos pré-clínicos com animais que mostram que é eficaz na prevenção ou melhoria da inflamação da colite ulcerosa. Assim de momento estou a fazer a seguinte medicação:        Infliximab 10mg/Kg (tratamento (...)